Simulador Imposto de Renda 2020 – Simulação

Está com medo de fazer sua declaração do imposto de renda e errar em algo? Não se preocupe pois você pode utilizar o simulador imposto de renda 2020 para realizar uma simulação IRPF 2020 antes de realmente realizar o processo completo.

Simulador Imposto de Renda 2020

Simulador Imposto de Renda 2020

Anualmente o imposto de renda é cobrado há vários contribuintes. Por isso é assunto de grande preocupação, é necessário ficar de olho nos prazos para realizar a declaração imposto de renda 2020 dentro do prazo estipulado, isso evita problemas e transtornos com a Receita Federal.

A Receita Federal é o órgão responsável por gerir e administrar o Imposto de Renda 2020. Sendo assim todo o ano é cobrado esse imposto e estabelecidos prazos de pagamento e restituição do mesmo, no próprio site é possível ter acesso a inúmeros serviços e informações.

No artigo a qual você estar lendo, você vai conferir como deve fazer para realizar a simulação do IRPF , o assunto é muito procurado e pouco conhecido. Então saiba mais sobre o simulador imposto de renda 2020 ao longo do texto.


Simulador Imposto de Renda 2020

No próprio site da Receita Federal é possível por meio de uma ferramenta realizar a simulação da declaração do IR. Trata-se de um recurso gratuito onde é possível fazer a simulação das alíquotas da declaração do IR 2020.

O Simulador Imposto de Renda 2020 pode ser utilizado pela a internet de maneira fácil e bem rápida, do que comparecer a qualquer portal de atendimento presencial, na internet o recurso é gratuito.

Como fazer sua simulação imposto de renda 2020

Como fazer sua simulação imposto de renda 2020

O primeiro passo é:

Simulador Alíquota Efetiva Imposto de Renda

Simulador Alíquota Efetiva Imposto de Renda

A simulação do seu Imposto de Renda 2020 será calculada no programa de acordo com as respectivas alíquotas do ano de 2020.

Simulação IRPF

Para realizar a simulação das alíquotas cobradas do IRRF, será preciso ter os seguintes documentos em mãos:

  • Quantidade de dependentes (influencia no valor de dedução do Imposto de renda);
  • Gasto com outras deduções.
  • Gasto com pensão alimentícia (se aplicável);
  • Dedução com Previdência Social;
  • Rendimentos tributáveis (salário do contribuinte);

Além dos dados acima o contribuinte ainda deverá informar:

  • Dedução do Pronas/PCD;
  • Gasto com pensão alimentícia (se aplicável, durante o ano base);
  • Despesas médicas durante o ano base;
  • Deduções de incentivo – se aplicável;
  • Contribuição Patronal do INSS para empregado doméstico
  • Despesas com instrução (Educação) durante o ano base;
  • Dedução PRONON.


Imposto de Renda 2020

A declaração do imposto de renda 2020 tem datas especificas para ser realizado. O contribuinte utiliza como base das suas declarações o ano anterior ao vigente. Por isso é extremamente importante respeitar todos os prazos de apresentação do seu IR.

Imposto de Renda 2020

Imposto de Renda 2020


Quem precisa declarar o Imposto de Renda?

Devem realizar o pagamento do Imposto de Renda todos os brasileiros que:

  • Possuam bens de direito com valores que ultrapassem R$ 300.000,00 em seu nome;
  • Tiveram no ano base rendimentos superiores à R$ 21.123,91;
  • Tenham obtido por meio de atividade rural rendimentos brutos superiores à R$ 140.619,55;
  • Tiveram rendimentos não tributáveis acima de R$ 40.000,00.

Dedução do Imposto de Renda 2020

É possível que o contribuinte abata algumas despesas sobre o valor do imposto de renda. Assim, haverá redução no total pago para o Leão. As despesas são as seguintes:

  • Despesas com educação;
  • Contribuição patronal para o INSS;
  • Despesas médicas;
  • Despesas com dependentes.

Muitas pessoas se perguntam porque de existir as deduções no Imposto de Renda. Entenda: de acordo com a constituição brasileira o Estado deve zelar pelos cuidados básicos do cidadão, entre eles:

  • Saúde;
  • Segurança e;
  • Educação.

Sendo assim, quando o cidadão precisa tirar do próprio bolso para pagar essas despesas, é possível realizar a solicitação da restituição do Imposto de Renda. Mas, é preciso que a mesma esteja conforme os limites estabelecidos pela Receita Federal.


Programa de Declaração do Imposto de Renda

Para quem tem dúvida e esta declarando o imposto de renda pela a primeira vez é necessário que:

  • Acesse o site oficial;
  • Faça o download do programa imposto de renda 2020 para realizar a sua declaração;
  • O mesmo é gratuito e estar disponibilizado para as versões Windows, Linux e MAC.

Na hora de declarar o seu imposto de renda o programa vai ser de grande ajuda e irá lhe auxiliador, principalmente para os iniciantes de primeira viagem. Isso é ótimo. Pois evita o preenchimento incorreto que pode acabar fazendo o contribuinte cair numa malha fina. Por isso recomenda-se que utilize o programa, pois ele ajuda bastante no preenchimento da declaração do imposto de renda.

Programa IRPF (Foto Meramente Ilustrativa)

Programa IRPF (Foto Meramente Ilustrativa)

A declaração do imposto de renda é obrigatória. Por isso é importante declarar o seu imposto de renda em dia, pois sonegar qualquer imposto a receita federal é crime. Em caso de duvida você pode também acessar o próprio site da receita federal. Aonde é possível obter diversas informações sobre a declaração do imposto de renda.

Atente-se ao prazo de declaração do seu imposto de renda, em caso de duvida simule antes a sua declaração do imposto de renda no próprio site da receita federal, a simulação evita erros e que o contribuinte caia na malha fina, tendo que refazer a sua declaração do imposto de renda 2020.


Restituição Imposto de Renda 2020

Caso a Receita Federal apure que o cidadão pagou mais IRPF do que seria devido, este terá direito à restituição imposto de renda 2020.

Alguns contribuintes têm o imposto de renda retido na fonte. Porém, se o contribuinte declarar deduções terá o direito de receber parte desse dinheiro de volta. Deduções essas como:

  • Despesas médicas;
  • De educação;
  • Etc.

Confira abaixo o cronograma de  restituição do IRPF:

  • 1º lote, em 15 de junho de 2020;
  • 2º lote, em 16 de julho de 2020;
  • 3º lote, em 15 de agosto de 2020;
  • 4º lote, em 17 de setembro de 2020;
  • 5º lote, em 15 de outubro de 2020;
  • 6º lote, em 16 de novembro de 2020; e
  • 7º lote, em 17 de dezembro de 2020.

Através do simulador IRPF 2020, o trabalhador pode checar, de antemão, qual a alíquota do imposto de renda que terá de pagar, além da restitução do IRPF.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...